Sporting... sempre!

Esforço, dedicação, devoção e glória!

Tuesday, December 30, 2003

.

Expliquem-me se puderem

Na capa do Record de hoje pode ler-se:
Rochemback chega hoje contrariado mas firme” e “Luisão: Vontade era ficar na selecção” ou seja duas notícias que mostram um certo mal estar dos jogadores com a sua presença no próximo derby.
Mas qual não é o meu espanto quando no mesmo jornal, e pelas palavras de Rochemback se lê:
Agradeco a Ricardo Gomes e também ao clube leonino a compreensão demonstrada, por ambos os lados, em todo o processo e prometo um conjunto leonino na máxima força, a lutar pelos três pontos na Luz

Será que dá para entender? Então Roca mostra-se insatisfeito e ao mesmo tempo agradece a Ricardo Gomes?
Virá o jogador contrariado quando Fernando Santos disse, e bem, que para vir contrariado, mais valia ficar lá?
Ou estará o Record interessado em desvalorizar as declarações de Luisão, esse sim contrariado por não poder dar o contributo à selecção no próximo mês, por imposição clara do benfica, já anunciada pela CBF?
Expliquem-me se puderem.

Monday, December 29, 2003

.

Prendas para o sapatinho

O Natal do futebol é só a 2 de Janeiro e por isso cá venho eu pedir as prendas para o meu Sporting.
A vinda de Hugo Viana seria agradável por tudo o que está associado ao jogador enquanto produto das escolas leoninas, mas na realidade, Viana está longe de ser o jogador necessário para reforçar a equipa. A sua vinda ajudaria mas tenho melhores presentes.
O primeiro seria Daniel Carvalho, extremo-esquerdo do Internacional de Porto Alegre, que recentemente esteve presente e ajudou o Brasil a vencer o Mundial de sub-20.
Habitual companhia de Nilmar no apoio ao ponta-de-lança, este seria o verdadeiro reforço para a ala esquerda do Sporting.
Em segundo plano poder-se-ia contratar um ponta-de-lança goleador. Mais ao jeito de Jardel do que de Silva. Adriano do Nacional seria um boa opção. Dimba, melhor marcador do último Brasileirão em final de contrato seria outra opção plausível. Há falta de melhor espero por Niculae. Ou quem sabe pelo renascer da pólvora de Silva.
Já agora aproveito para pedir ao Pai Natal encarnado que nos continue a brindar mais um ano com um benfica à benfica, como tem sido hábito.
Um bom ano para todos. Mesmo para os milhazes.

Sporting... sempre!

Friday, December 26, 2003

.

Viana e Robson!

Na semana passada o Sporting limou arestas e concordou com as perspectivas financeiras do Newcastle. O Sporting ficaria responsável pelo pagamento integral do salário do atleta e teria que convencer o atleta a escolher o Sporting para o empréstimo.
Depois falou com o jogador e acordou o empréstimo. Depois Mourinho falou com Robson sobre o MUnited e sobre a melhor maneira de bater o colosso inglês na Champions League. Depois Robson apercebeu-se que tinha 6 jogadores lesionados no plantel e que Lee Bowyer continuava a ter que ser operado. Depois Robson apercebeu-se ainda que o Newcastle está em 3 frentes. Depois Derlei lesionou-se com gravidade. Depois Robson apercebeu-se que o quase inutilizado Viana era fundamental no plantel e mesmo no 11 titular, pelo menos para os próximos jogos. Inegociável, terá dito o Sir.
Agora Viana, que sem querer se meteu numa alhada e provavelmente será carta fora do baralho do Euro2004, tem a oportunidade da sua vida – a de lutar por um lugar que já é seu à partida, pois tornou-se imprescindível de um momento para o outro.
Alguém ainda se lembra do que disse Robson no jantar que antecedeu o trágico acidente de Cherbakov?
“Nunca mais me esquecerei que foi aqui no Sporting que fui pela primeira vez despedido!”
Dias depois substitui Ivic no Porto.

Tuesday, December 23, 2003

.

Que ingenuidade!

Com mil raios e 257 coriscos, eu ainda acreditei que Tiago seria castigado pela Comissão Disciplinar da Liga !
Quanta ingenuidade, Meu Deus!
Eu esqueci-me que MacCarthy equipa de azul e Sá Pinto de verde!
Será que isto tem alguma coisa a ver com o próximo jogo dos encarnados? Hummmm, não me parece.
Agora, dizem os entendidos, espera-se que alguém se possa queixar do sucedido, apresente novas imagens, e se espere por nova apreciação da Comissão. Será que a SporTV podia dar uma mãozinha?
Será possível que isto esteja a acontecer? Em Portugal?

.

Futebolada

Muda a semana, muda a jornada, mas o blá blá é sempre o mesmo.
Por muito que se queira, é impossível não associar os comentários aos jogos às ridículas arbitragens que todos os fins de semana vão ocorrendo.
Este fim de semana os árbitros voltaram a dar um recital de como não se deve arbitrar. Com o acrescento de dividirem os erros de forma ligeiramente mais uniforme, o que só lhes fica bem, porque deixa-se de ter a impressão que possam querer apenas beneficiar alguém, para se ter a certeza que em grande parte dos casos é mesmo incompetência.
Em Alvalade, foi uma delícia. Um espectáculo dentro do próprio espectáculo. Se aos 24’ fica o benefício da dúvida no lance em que PBarbosa ganhou uma bola na área com o ombro sobre Gabriel, já o lance em que JPaulo defendeu com a mão aos 39’ fez certamente inveja a Helton.
Na segunda parte aos 59’ o fiscal de linha apimentou o jogo, tirando um fora de jogo em lance legal a Silva que este enjeitaria para Liedson, que sozinho com Helton batido, facturaria. Se este fora de jogo não era dos mais fáceis o que dizer do tirado a Maciel (mais de 1 metro para cá da defesa...), que evitaria golo legal do Leiria? Até ao final ainda houve tempo de anular novo lance em que Silva ficaria isolado (68’) e de assinalar um penalty sobre Liedson onde ficam dúvidas se o pouco poder físico do brasileiro não foi meia causa da queda, muito embora Oliveira tivesse usado o braço no lance.
Em Alverca as coisas não estiveram piores. Tudo começou aos 5’ com penalty não assinalado a Moraes. Terá Moraes tropeçado numa poça de ar? Depois a dualidade de critérios foi deliciosa.O segundo golo do Porto é claramente precedido de falta a meio-campo.
Após o intervalo (e estou certo que o árbitro ficou a saber da pata na poça no lance da grande penalidade...) o árbitro não assinalou e bem duas quedas de Manú e Zé Rui na área, mas optou pelo amarelo a Zé Rui (e vermelho!) quando o jovem nem sequer protestou a penalidade. No início desta jogada Deco agarrara ostensivamente Torrão e nada viu. Antes já Nuno Valente, Maniche e Pemanuel podiam e deviam ter visto o cartão. Até ao final todos o veriam em lances posteriores...
Pelo meio ficou ainda um lance em que Rodolfo Lima aparecia na cara de Baía e o árbitro assinalou indevidamente fora de jogo.
Realce-se que no Porto viram o amarelo 6 jogadores...
Na Reboleira, o benfica facilitou a vida ao árbitro e arrumou a questão em meia-hora. Sobrou Tiago que após atitude irreflectida, pôs o CJ da Liga a espumar! Ficará o playmaker encarnado de fora do derby, ainda para mais quando se anuncia que Rochemback poderá ser dispensado por Ricardo Gomes?
Um último pormenor para o Boavista-Gil, em que João Loureiro se queixou de 4 penaltys não assinalados. Tentativa engraçada de ultrapassar o SCP neste campeonato. Não vi o jogo, mas li todos os jornais à procura dos penaltys e o melhor que encontrei foi um jornalista a dizer que tinha ficado por marcar um penalty para cada lado. Sinais do tempo?

Thursday, December 18, 2003

.
Escândalo? Não me parece...

Mais uma eliminatória da Taça e mais uns quantos resultados pouco previsíveis.
O de Alvalade ( :)...) para mim foi tudo menos um escândalo. O mesmo aconteceu em Guimarães e em Paços de Ferreira, e esteve perto em S. João da Madeira, Belém e até nas Antas as coisas estiveram tremidas e Mourinho fez questão de salientar o mesmo.
A insistência em jogar com 11’s alternativos, aliada à pouca motivação dos clubes teoricamente mais fortes e ao empenho-extra dos mais fracos normalmente dá nisto.
No caso do Sporting, eu pergunto:
1. Para quê jogar Nélson, se é óbvia a escolha em Ricardo?
2. Para quê colocar Quiroga quando o jogador continua contrariado pela não-titularidade? Não haverá clube para o colocar emprestado? Sendo ele uma habitual presença na alvi-celeste?
3. Paulo Bento a organizar jogo? Ou mesmo descaído para a esquerda? Em final de contrato? E para mais sem rotina de jogo?
4. E jogar outra vez sem ponta-de-lança de início? Mesmo com Silva a não encher o olho é obviamente a única solução.
5. Fazer descansar Rochemback porquê? Será que jogar duas vezes numa semana cansa assim tanto? Ou já entrou em estágio para a selecção?

Com tudo isto, perder com um bom Setúbal (como é possível Jorginho estar na segunda divisão?!?) é tudo menos um escândalo.
Um último aparte para o Académica – benfica. A arbitragem foi mais uma vez idiota, para não variar. Se o lance anulado a Sokota merece o benefício da dúvida e o primeiro amarelo a Simão também, já um lance anulado a Nuno Gomes por pretensa falta sobre Tonel é hilariante, e a expulsão de Simão é uma falta de bom-senso evidente.
Até na Taça o circo teima em continuar.

Sporting, sempre!

Wednesday, December 17, 2003

.

Milagre!

Ora vejam lá esta pérola que eu descobri n’A Bola de hoje.

Não é desprovida de sentido ou despicienda a análise de Fernando Santos quando muito recentemente recordou que o Sporting poderia estar muito mais perto do FC Porto. No reduto leonino as decisões erradas dos árbitros em lances cruciais e que sempre têm influência no resultado, como o são as grandes penalidades, têm sido somadas semana a semana. E ao Sporting, com sete castigos máximos em débito, sobram-lhe razões de queixa...
Com pouco mais de um terço do Campeonato decorrido, são já sete, pelo menos, as grandes penalidades em favor dos leões que os árbitros, ao não as assinalarem, acabaram por prejudicar a equipa comandada por Fernando Santos. Isto, claro está, no critério de A BOLA, assente nas imagens da televisão e nas apreciações dos cronistas do nosso jornal aos jogos em questão. Há razões para o leão reclamar de decisões infelizes dos homens do apito na hora de (não) apontar para a marca dos 11 metros da baliza quando o deveriam fazer. Assim aconteceu em sete ocasiões, duas delas com influência estreita no resultado, por serem nos descontos e terem culminado com golos do adversário que assinalaram a derrota leonina: Moreira de Cónegos e Madeira. Fernando Santos tem razões para sublinhar descontentamento e anotar os erros dos árbitros. No que toca a pontos perdidos pelo Sporting, já fez bastante diferença. Sete penalties por assinalar em 14 jogos dá uma média de um castigo máximo que ficou por marcar a cada dois jogos. A recordação do passado recente pode sempre ser profiláctica para o futuro imediato.

Tuesday, December 16, 2003

O anti-sistema


O VSC de Guimarães é neste momento o mais curioso caso do futebol português.
O clube tem um plantel aceitável, com jogadores reconhecidos como Palatsi, Bruno Alves, RMatias, Ednilson, NAssis, AMartins, Romeu ou João Tomás, mas continua a arrastar-se no fundo da tabela mesmo tendo tido o já campeão Inácio à frente do barco.
Tudo isto se passa e só Pimenta Machado parece não perceber que o problema não está nos jogadores, não estava nos técnicos, mas sim na postura do clube perante aquilo que todos apadrinham de sistema.
O afastamento da linha dura do benfica e do Boavista, com natural afastamento da Liga e do poder instituído, a relação dúbia com Pinto da Costa (Zahovic vs. Rafael ou Pedro Mendes...), e a simpatia exacerbada pelos árbitros têm feito a classificação do Vitória.
Óptimas arbitragens, que é sempre meio caminho andado, não têm faltado aos conquistadores.

Agora vem a cereja em cima do bolo, com os árbitros internacionais a não apitarem os jogos do Vitória enquanto os processos movidos por Pimenta não forem arquivados.
E então eu pergunto uma coisa: - Todos os jornais concordaram com as más arbitragens em 4 ou 5 jogos do Vitória, o Vitória queixou-se como qualquer um se deve queixar... e os coitadinhos dos filhas da puta dos árbitros, pagos por todos os clubes, recusam-se a arbitrar?!?

Comigo recusavam-se a arbitrar e não arbitravam mais durante um ano!!! Eu queria ver se aqueles chulos do caralho se recusavam mais a apitar!
Admitirem os erros e tentar melhorar, que não seria difícil, isso eles não fazem!
Só mesmo em Portugal se pode ter uma merda de uma competição assim...

Até lá perder-se-á o Vitória, até que a paciência dos sócios acabe, e com ela acabe Pimenta! Depois virá um desgraçado qualquer, de rabo aberto para a Liga, e as coisas mudarão! Tenho pena é que nem Inácio tenha tomates para dizer isto alto e a bom som!

Monday, December 15, 2003

A jornada

Os três grandes venceram e está tudo na mesma, ou então não. Começa a dar a ideia de que o fcporto poderá eventualmente ter que se esforçar para ganhar o campeonato, mas com um benfica-Sporting daqui a 20 dias, talvez a classificação volte a ‘normalizar’...
Destaco ainda novo ‘desaire’ do Vitória, situação da qual falarei daqui a alguns dias.

Os árbitros

Boa jornada para os árbitros, que não nos desiludiram e voltaram a fazer a merda que todos nós sabemos que eles sabem que nós sabemos que eles fazem! Desta vez tiveram azar e quase não influenciaram nenhum jogo!
O penalty sobre Silva em Alvalade é bem engraçado! Nem o médio de abertura da selecção rosa de raguêbi recentemente sagrado campeão do Mundo teria feito placagem de tanta qualidade... parabéns Éder!
Nas Antas o fiscal de linha deixou as lentes em casa e apercebeu-se de um fora de jogo de Derlei também bem curioso. Nada mau este ‘bandeirola’.
Na Luz a oração foi a do costume. Hélder nada fez... e um amarelo para não parecer tão mal, Zahovic ‘chateou-se’ ainda na primeira parte apenas com 7 jogadores do Braga e Faguiar fez de Cristo, logo de seguida arrancou Vanzini e viu um doce amarelo. Nada sério! Na segunda parte Artur Jorge foi claramente expulso (e bem!). Ou seja, o intervalo fez bem ao árbitro, valha-nos isso! E Camacho ainda garantiu que 11 contra 11 o benfica teria perdido por 6 ou 7... e eu acrescento: “Com um árbitro neutro o benfica teria goleado!”
E o circo continua.

Friday, December 12, 2003

Sorteio


Foram feitas as vontades de Mourinho que implorou o MUnited e do treinador do Rosenborg, que assim evitou os fortíssimos Brondby, o Gençlerbirligi e o Dniepr.
Fica tudo feliz quando um sorteio acaba bem.
Aceitam-se prognósticos para os jogos europeus!

Thursday, December 11, 2003

New look... the same shit!

Quero agradecer à Bola o facto de hoje nos ter presenteado com uma importante notícia que fez a capa do jornal!
Simão traz new look! O Pedro Costa ou o Bodunha tão fodidos para o próximo sábado. Ele está tão lindinho que vai dar romance pela certa. Um jogo a não perder.
O que eu não percebo é como é que a Bola não fez nenhuma reportagem sobre a ida de ontem de Simão à manicure e sobre a lista de compras do jogador para o próximo fim de semana no supermercado. A Bola tá a ficar desleixada com o serviço público.

Wednesday, December 10, 2003

O discurso


Chegou o discurso preparado por Mourinho, pela voz de Ricardo Costa...

«Vai ser um jogo complicado e teremos de controlar a euforia que sentimos neste momento pelo feito histórico de empatar em Madrid. Mas temos de ultrapassar isso e entrar em campo para vencer o Beira-Mar, até porque também pretendemos retomar o ciclo de vitórias»

Feito histórico?!? Empatar em Madrid contra uma equipa em descompressão, com o primeiro lugar do grupo a nunca passar de uma miragem? Feito histórico?!?
Daqui a pouco aparece-me o Argel a dizer que a vitória no Molde vai ficar gravada nos livros de ouro da história encarnada na europa!

Ao contrário do Ricardo Costa, espero que seja o Petrolina a controlar a ‘euforia’...

Morcons na Europa


Os morcons voltaram a elevar o nome de Portugal na Europa (triste sina esta de serem os únicos...). Não jogaram mal, mas tiveram na relva à Gil Vicente uma aliada de respeito. Com o Michel Salgado em grande a vitória esteve por um fio, pena foi que o Derlei não estivesse à espera de tamanha oferenda!
No Real o Zidane mete nojo de tão bem jogar. O rapaz, de finos recortes, até naquele lamaçal consegue espalhar um inegável perfume. Espero que no Euro não tenhamos que ver outra vez o Costinha a ver o Zidane jogar.

Parabéns fcporto.

P.S.- Uma nota final para um reparo ao discurso de Mourinho. Para que è que Mourinho apregoou Bruno Moraes toda a semana se depois o fez jogar 45segundos, sem direito a tocar na redondinha?!?

Monday, December 08, 2003

Boa exibição dos pretos

Em boa hora aqui falarei das actuações dos árbitros ao longo deste campeonato, algo que me dará um enorme gozo, confesso. Mas para hoje ficará apenas um comentário às arbitragens do fim de semana.
Na Reboleira, Elmano Santos não esteve muito mal, embora pudesse ter evitado os amarelos de Silva e Semedo, pois estes nem sequer reclamaram das pretensas penalidades, que a meu ver não existiram. No resto esteve pelo menos com algum critério, e na expulsão fez o que tinha que fazer. Já os fiscais de linha ridicularizaram-se durante todo o jogo, tirando 4 (!!!) foras de jogo inexistentes a Liedson. Ainda pensei que o problema fosse do fiscal de linha da primeira parte, mas na segunda o fado foi o mesmo. Já muito engraçada foi a reacção dos comentadores SPORTV ao segundo amarelo a Pedro Simões. Segundo eles, o árbitro devia ter evitado o segundo amarelo, pois o Estrela já estava com 10… pena é que o Pedro Simões não se tivesse lembrado disso e tivesse evitado fazer falta por trás e sem bola.
No caldeirão, um penalty mudou a história da primeira parte, e levou o Marítimo ao desnorte, tendo o fcporto chegado ao intervalo a vencer. A mesma mosca que na semana anterior derrubou violentamente Tiago na nova capela da segunda circular, ter-se-á entretanto refugiado na Madeira, mas este fim-de-semana não resistiu e voltou a prevaricar. Dasss lá o raio da mosca.
Valeu a exibição conseguida do Marítimo para não permitir um resultado tão injusto.


Sporting, sempre!

5 pontos!


Foi proveitosa a jornada deste fim de semana.
Os morcons ficaram agora a 5 pontos e o título começa a deixar de ser uma miragem.
Na Reboleira o Sporting jogou bem, mas voltou a pecar demasiado na finalização. FSantos colocou o onze que tem dado melhores resultados, e a superioridade sobre os estrelistas foi evidente, mesmo sem poder contar com os rasgos individuais de Liedson, apanhado 4 vezes em fora-de-jogo, por dois fiscais de linha com invulgares problemas oculares, mas com recortes de divertimento claros.
O Sporting fez o 1-0, e podia ter feito o segundo logo de seguida, mas acabou por sofrer o empate e só com muito empenho conseguiu ir para o intervalo a vencer, mais fruto do esforço do que da clarividência.
Na segunda parte o Sporting entrou bem, mas o Estrela equilibrou e Sabry (ex-pata amestrada de má memória…), quase igualava, não fosse uma defesa extraordinária de Ricardo.
Depois veio a agressão de Fonseca e o jogo ficou por aí. O Sporting limitou-se a marcar e depois a gerir, ficando o registo ainda para um óptimo golo de Liedson, após saudoso trabalho de Sá Pinto, a mostrar que quem sabe nunca esquece.
Valeram os 3 pontos e a exibição positiva. Para a semana ficam os dois amarelos a Barbosa e JVPinto, que os afastaram do jogo contra o Boavista.
Na sexta, na Madeira o fcporto voltou a jogar mal, pelo menos pior que o adversário e voltou a não perder. De certa forma repetiu-se a história de Guimarães e a de Braga (contra o Moreirense…), embora numa forma alternativa.
Em Paços de Ferreira o benfica venceu e bem (dasss, como custa dizer estas coisas…), e Portugal ganhou mais um ídolo, com um nome cujas iniciais prenunciam um craque.
Na classificação o fcporto lidera com 33, seguidos do Sporting, com 28 e do benfica com 27.
Assim vai a procissão…


Sporting, sempre!

Os outros

O grande candidato a campeão é sem dúvida o fcporto, não só pelo que mostrou na época passada mas pelo plantel já enraizado e por ser conduzido por um treinador que tem tanto de inteligente como de esperto e que já definiu céu como limite!
O benfica (desculpem, mas tinha de ser…), poderá ser, eventualmente um adversário na luta pela Champions, mas tenho as minhas dúvidas. Só o continuar dos espectáculos de negro poderá fazer-me mudar de ideias.
O Vitória, clube lá da terrinha, vai melhorar, e acabará entre os oito primeiros. Para a Uefa antevejo uma luta entre Boavista, Marítimo e Beira-Mar, caso Janeiro não traga novidades no mercado de transferências.

Sporting, sempre!

O meu grande Sporting

Esta época o Sporting apresentou um treinador novo. Boloni, le três content, partiu no seu tempo. Tinha muitas virtudes e outros tantos defeitos. Ficaram um campeonato, uma Taça e uma Supertaça, o dinheiro de Viana, Quaresma e Ronaldo, e a firme convicção de que será sempre com jovens formados, agora em Alcochete, nas escolas leoninas que se edificará o futuro.
Fernando Santos sabe o que faz e onde o faz, e isso é meio caminho andado para o sucesso. Sinceramente, acho-o um treinador de lirismos, mas a sua educação, a sua postura e o seu passado faz-me acreditar que mesmo com um plantel apenas aceitável o Sporting possa lutar pelo título. Assim esperemos.

Sporting, sempre!

O futebol

O futebol é o que de mais irracional conheço.

Sporting, sempre!

Sporting, sempre!


Isto será um espaço onde se falará de futebol, mormente do grande Sporting, de vez em quando do clube lá da terra, e até da selecção nacional.
Eventualmente, far-se-ão algumas excepções onde o benfica poderá ser mencionado. Por isso mesmo as minhas desculpas a todos.
Se quiserem dar a vossa opinião, façam-no nos comentários que foram criados para esse efeito. Eu por lá passarei, embora nunca vá lá escrever nada, pelo simples facto de não gostar de discutir futebol.
Apenas prometerei esforço, dedicação, devoção e glória!

Sporting, sempre!