Sporting... sempre!

Esforço, dedicação, devoção e glória!

Friday, January 30, 2004

.
Especulações à portuguesa...


O que de seguida vou publicar é a experiência de alguém que esteve no domingo no Afonso Henriques, é sócia do Vitória e conceituada profissional de saúde. O que vão ler só vem dar consistência à mentalidade de muitos, em especial de jornalistas e pessoas ligadas à imprensa e televisões.

“... pois estava indignada com a incompetência generalizada que atingiu de forma fulminante os jornalistas portugueses, todos sem excepção!! Foi incrível todo o processo de "contra-informação" desempenhado por estes senhores no que se refere aos acontecimentos de domingo à noite... Não houve uma mente iluminada que se limitasse a transmitir factos, sem emitir opiniões e enganar autenticamente as pessoas que têm todo o direito à verdade.
È no mínimo estranho que de tantos jornalistas presentes no estádio, nenhum se tenha informado que a ambulância não veio de lado nenhum, que estavam duas no interior do estádio e a que entrou no relvado, quando isso foi solicitado estava mesmo debaixo da bancada lateral nascente, ou seja a que fica do lado em que o jogador caiu. Devem ter pensado que os cerca de 20 bombeiros que se viam no relvado tinham ido a pé, ou melhor ainda, de táxi para o estádio. Também não é preciso ser muito inteligente para perceber, mesmo que demorasse algum tempo, que num relvado molhado, com a vitima e os socorristas molhados e debaixo de chuva a hipótese de usar o desfibrilhador traria, no mínimo, queimaduras a todos os que estavam no relvado... Não é necessário saber muito de medicina nem de electricidade... é intuitivo!!
Eu que estava lá, e vi como tudo aconteceu e sei como tudo foi descrito pelos senhores jornalistas sei que neste caso prestaram um péssimo serviço à comunidade e foram um espelho perfeito de incompetência... o que me faz (e penso que sempre fará) questionar os seus relatos dos factos noutras situações!
Como sócia do Vitória, como cidadã e como profissional de saúde sinto-me indignada com esta história toda...”


Talvez todos possamos reflectir no que temos e no que merecemos.

Thursday, January 29, 2004

.

Quem fala assim nem parece gago!


Finalmente alguém se assume no meu Sporting! Parabéns senhor Dias da Cunha. Pelo discurso, pela coragem, pela frontalidade e por ter dito o que muitos dos sportinguistas pensam, senão todos.

“ As autoridades responsáveis pela segurança baixam as calças ante as ameaças feitas por parte do FC Porto ”

Faço minhas as palavras que na televisão ouvi.
E mais. Se o problema são realmente os dragõezinhos, os médios dragões e os super-dragões, então que os controlem cá no Porto, caso contrário terão que ser controlados lá no estádio!

Aos portistas, desejo boa sorte no jogo, e que se aliem à festa que deve ser o futebol. Os sportinguistas não confundem arruaceiros, com adeptos fiéis e saudáveis como eu conheço muitos do FCPorto. Para estes adeptos, sinceros cumprimentos.

Os verdadeiros adeptos do futebol e do seu clube não precisam de escoltas policiais, sectores contíguos, zonas específicas de bancada, cordões policiais, e afins, sejam eles do FCPorto ou do Sporting ou de qualquer outro clube.

Sporting... sempre!

.

Os ‘media’ que temos, ou os que merecemos?


É com alguma tristeza que constato que o dia-a-dia continua a ser Fehér e mais Fehér! O choque, a tristeza, a comoção e a revolta que todos (penso eu...) sentiram passou a febre de audiências, a surto de especulações e a repetições inúmeras e descabidas das imagens dos últimos momentos de Fehér.
Nem a uma réstia de privacidade o jovem malogrado húngaro tem direito.

À TVI só lhe faltou tornar o avião da viagem para a Hungria no ‘avião mais vigiado do país’!!!

Para os que cá ficaram, Fehér passa a servir de justificação para tudo. Para os não desabafos de Pinto da Costa, para as não respostas de Dias da Cunha, para as não viagens e reclamações das claques do Porto, para a pretensa união em torno do futebol, para isto e mais isto e se possível também para aquilo...

Será que ninguém ainda parou para pensar que não é, nem será nunca Fehér a justificação dos problemas do nosso futebol? Muito menos a resolução dos mesmos?

Terá Fehér que carregar a cruz de ter falecido no futebol português durante mais quanto tempo?

Até Lucílio Baptista já veio pedir calma e contenção sobre o clássico de sábado, pela semana trágica que vivemos! Pela semana trágica? Por Fehér? Mas então só devemos ser racionais e honestos porque faleceu um jovem com muito para dar ao futebol?


P.S.- LFVieira fez muito bem em prometer um campeonato a Fehér. Se o meu Sporting vencer o campeonato, um pouco dessa vitória também será por Fehér, e estou certo de que se o Porto vencer o campeonato os seus adeptos pensarão o mesmo.

.

Empate dizem eles...


O Sporting aceitou os conselhos policiais e vai colocar os adeptos portistas juntos. Rápidos foram os que vieram clamar vitória de Pinto da Costa! E eu pergunto, vitória em quê? De quê? Para quê? Porquê?
Com os adeptos juntos o Porto jogará melhor? Pressionará mais? Rematará mais à baliza?
E os adeptos estarão mais seguros porquê? Se forem adeptos ordeiros, não presumo que pudessem haver desacatos quer estivessem juntos ou separados. Estará o problema nos adeptos de Sporting que lhes estarão contíguos? Esses adeptos são os mesmos que em todos os outros jogos da SuperLiga não provocaram desacatos com as outras claques...

E só um aparte:

No último Real Madrid – Porto, os adeptos portistas, e eram mais de 1000, foram colocados num piso 3, o mais distante do relvado, e curiosamente o mais acima possível. Os bilhetes foram inclusive enviados para Portugal e adquiridos cá. Ora eu pergunto, porque não houve queixa à Uefa? Ou pelo menos ao Real? Ou à Federação?
Será que a presença no G-14 é assim tão importante e de cariz masturbatório que justifique uma inversão de valores tão clara, ou será apenas o hábito de mandar em tudo o que mexe com futebol em Portugal que move Pinto da Costa?

Sporting... sempre!

.

Separar as águas...


O que critiquei aqui foi o teor do discurso de Pinto da Costa e não qualquer situação respeitante aos bilhetes. PCosta incitou, mesmo que subtilmente, a que os adeptos viessem para Alvalade mesmo sem bilhete, o que é de uma irresponsabilidade enorme, ainda para mais num discurso pensado e concertado. Não nego que possa estar a querer beneficiar o seu clube, o que fez e faz com grande mérito, mas poderá estar a arranjar uma situação que pode acarretar problemas sérios.

Não quero com isto dizer que não concorde que talvez seja mais seguro ter os adeptos juntos (embora não perceba sinceramente porquê...), ou ter os adeptos mais acima ou mais abaixo, no próprio estádio!

Há que separar as águas e não confundir as questões...

P.S.- A situação verificada com o preço dos bilhetes em Vidal Pinheiro a 14 de Maio de 2000 foi bem diferente, e em nada se pode comparar ao que se poderá passar no sábado...
Nesse dia, eu fui dos que fiquei em casa e vibrei com os golos de ACruz, Ayew e Duscher pela TV... enquanto Carlitos desfazia a última réstea de esperança azul... o problema dos responsáveis não foi impedir que salgueiristas, mesmo não sócios, não vissem o jogo em troca de lugares para adeptos dos leões. O problema foi o abuso nos preços, em situação limite! Nessa altura disse-o e hoje repito-o... a direcção do Sporting, em todos os jogos contra o Salgueiros em Alvalade deveria colocar os bilhetes para adeptos do clube de paranhos a 100€... e crescendo aos valores da inflacção.

Mas sobre preços de bilhetes falarei noutra altura, até porque o benfica e o porto são igualmente muito prejudicados nessas situações.

Saudações

Wednesday, January 28, 2004

.

DCunha vs PCosta e a polémica dos bilhetes!



Dias da Cunha e Pinto da Costa andam de costas voltadas. Literalmente. E a polémica criada em torno dos bilhetes para o clássico só piorou a situação.

Ao apelidar de perigosos os adeptos do fcporto, e consequentemente de perigoso que estes fossem colocados numa bancada da parte superior do AlvaladeXXI, dizendo que depois as pessoas se arrependeriam caso acontecessem incidentes, Pinto da Costa abriu claramente precedentes que tendem a desculpabilizar más atitudes que possam vir a ser tomadas pelos adeptos dos azuis e brancos. A partir destas declarações a culpa de tudo o que possa vir a acontecer será sempre do Sporting que não colocou a claque azul e branca na tribuna de honra do estádio.

Realce-se que concordo perfeitamente com Pinto da Costa quando este apelida os adeptos da claque portista de perigosos. Aliás os adeptos de todas as claques são de certa forma perigosos, basta ver o que aconteceu com as claques do Sporting em Belém para o perceber. É uma situação triste e aclubística, mas infelizmente verdadeira!
As declarações de Pinto da Costa são assim ainda mais ‘perigosas’ que os seus próprios adeptos, pois funcionam como um barril de pólvora pronto a explodir. Como se não bastasse, PC pergunta o que acontecerá aos milhares de adeptos do Porto que viajarão para AlvaladeXXI sem bilhete, ao invés de fazer como todos concordam, que seria avisar os adeptos que estando já a lotação do estádio esgotada, só lá se devem dirigir adeptos que detenham bilhete!

Hoje Dias da Cunha, e muito bem, veio avisar que independentemente do número de adeptos, ou do resultado, todos os adeptos que vierem serão bem tratados desde que venham para ver o espectáculo e se juntarem à festa, caso a intenção seja outra, então verão a forma como o Sporting defende os seus bens, sejam eles adeptos ou imóveis.

Nada mais seria de esperar.

Espero que para além destas tristes quezílias, em que todos têm culpa e ninguém tem toda a razão, o clássico seja muito mais do que uma questão do número de adeptos! Que seja um grande jogo de futebol e que vença o melhor! E que esse melhor seja o Sporting!

Sporting... sempre!

P.S.- É com tristeza que vejo muitos arrastarem o nome de Fehér para justificarem pedidos de contenção nas palavras dos dirigentes! Essa contenção deveria e deverá existir muito para lá da triste situação que vitimou Fehér.

Tuesday, January 27, 2004

.

Tranferências


Sinceramente nunca vi jogar José Antonio Reyes, embora já tenha ouvido alguns elogios ao avançado do Sevilha.
Hoje saiu a notícia, já confirmada, de que irá transferir-se para o Arsenal por cerca de 30M€...
Não pondo em causa sequer o valor do jogador, basta ver que a transferência deste semi-desconhecido envolveu valores superiores à de Bechkam, Ronaldinho ou Makaay para se poder considerar uma loucura, mesmo que o jogador tenha apenas 20 anos. Ou talvez mesmo por isso!
Isto para já não falar que quase por esse dinheiro ficaram Viana, Quaresma e Ronaldo juntos!
Teremos fenómeno a breve prazo, ou talvez não?

.

Zangam-se as comadres...


Jardel na primeira pessoa, sobre José Veiga:

“Ele é um artista”
“Frente ao Inter queria jogar tal como Ribeiro Teles pediu mas Veiga não deixou, pois disse-me que já estava vendido”
“Limitou a minha carreira no Sporting”


Veiga na primeira pessoa, sobre Jardel:

"É fácil provar tudo o que disse. Basta ver quem o tratou, os médicos e enfermeiros. Ele que esteja calado e que se preocupe em jogar e em reabilitar-se. Se for, o que é um caso clínico passará a ser um caso de polícia"
"Não faço parte da quadrilha dele. Somos diferentes: eu bebo água e não fumo."



Ora aí está... um final feliz para os dois, com Jardel no poderoso Ancona e Veiga cada vez mais em situação incómoda no benfica.
Se Jardel saiu caro a Veiga, que dizer de Ronaldo, Viana ou Quaresma? Esterá alguém lá em cima a escrever direito por linhas tortas, ou será tudo uma enorme coincidência, tão normal nos nossos dias?


Sporting... sempre!

Monday, January 26, 2004

.

De luto!

Hoje é um dia triste.
A jornada e o futebol interessam muito pouco depois do que ontem se passou em Guimarães.
Os meus sentimentos, e os da pequenina parte do Sporting que me pertence por mais de 15 anos de sócio, para a família benfiquista, para a família de Fehér, e para o futebol na sua generalidade.

Sporting Sempre

Thursday, January 22, 2004

.

Um benfica à benfica – parte I

Aquando do segundo golo contra o Boavista, Argel precipitou-se para o banco e festejou até sentado nesse mesmo banco de suplentes.
Segundo o próprio, nada de mais, até porque teria já combinado com Bossio, Armando, Fehér e Roger que o faria, caso conseguisse um golo.
Ora, bem vistas as coisas, todos os jogadores mencionados são habituais suplentes, e Roger e Fehér são sem dúvida dos mais insatisfeitos!
Posto isto, Argel, com uma natural carinha de santo, veio dizer que nada tem contra Camacho, que até considera um excelente profissional e óptima pessoa.
Que bonita estórinha de amor, esta de Argel e camacho!




Um benfica à benfica – parte II

A novela Ricardinho foi uma curta metragem.
Não duvidando do valor do brasileiro, internacional e campeão do Mundo, tudo o que se passou foi muito estranho, e para não variar, LFVieira perdeu nova ocasião flagrante para estar calado.
Rubens Pozzi vem a Portugal, confirma tentativa de negócio com benfica e diz já ter inclusive falado com Fonseca e Costa. O jogador está livre e revela-se, pelo menos à primeira vista, um bom negócio. Os jornalistas esperam notícias em frente ao hotel onde o empresário está hospedado. LFVieira entra e sai do referido hotel e jura a pés juntos que nada sabe de Ricardinho, e que este nunca foi do interesse dos encarnados!
Não bate a bota com a perdigota!
Haveria necessidade de LFVieira ter dito o que disse? Não teria sido melhor apenas NÂO DIZER NADA? Não se ridicularizar perante os jornalistas e a opinião pública?
Com estes golos na própria baliza, será um número 10 ou um presidente que falta ao benfica?

Monday, January 19, 2004

.

A jornada



Sporting 2 – Académica 0

Mais uma boa dose de masoquismo, bem apimentada por um fiscal-de-linha com notórias diopetrias.
O Sporting foi melhor durante todo o encontro, a Académica esqueceu-se de atacar durante 60 minutos, e quando assim é, pouco há a fazer.
Nos leões, Barbosa voltou a partir a loiça, e Liedson voltou a mostrar que é como os tapetes marroquinos: Bom e baratô!
O fora-de-jogo tirado a Silva é mau, mas o tirado a Liedson após assistência de Tello é inacreditável, pois o jogador do Sporting estava atrás da bola e até de Tello aquando do momento do passe.
Depois o Sporting é que esteve 45 minutos para matar o jogo!
O golo de Barbosa é de antologia. Pena é que Martins não se decida a jogar sempre, e que Barbosa não jogue solto atrás dos avançados, quer à esquerda quer à direita!
Um apontamento para Dionattan: grande jogo e grande jogador. Contrate-se o miúdo, porque mais riginho será um quebra-cabeças. A rever.

SCBraga 0 – FCPorto 3

Jogo sem história, muito por culpa da inoperância do Braga frente aos grandes, e também da certeza portista na hora de rematar à baliza.
O golo de Maniche é único, porque em Portugal poucos tentam o remate como ele o faz. O segundo golo é de oportunidade, mas dá vontade de perguntar a Barroso porque estendeu uma passadeira a esse desconhecido que dá pelo nome de Deco! No terceiro, houve velocidade a mais, para rapidez defensiva a menos, numa bela triangulação que o fiscal-de-linha não interrompeu e bem.
O árbitro não esteve muito mal, deixou jogar e fê-lo bem, mas aquele penalty de McCarthy, a 5 metros do árbitro é demasiado óbvio para passar em claro. A mão do sul-africano foi evidente e assim já vão dois penalties em dois jogos, e os dois por assinalar. Realce-se ainda uma entrada de cotovelo por parte de RCosta, ao homem, depois da bola passar. Por muito menos foram dois expulsos na Luz.
Vitória clara e justíssima do Porto.

benfica 3 – Boavista 2

Jogo durinho, bem disputado e com um árbitro que mais parecia possuído pelo síndroma do apito. Finalmente, e mais de 5 anos depois alguém percebeu que o Boavista joga duro, e que talvez isso seja desleal para com os adversários. Mas o problema é que para a semana, tudo volta ao mesmo porque o Boavista já não voltará a jogar contra os encarnados.
Na festa do apito, alguém se esqueceu de convidar os fiscais-de-linha, que acabaram por anular dois lances de golo ao benfica, um em cada parte.
Elmano Santos teve de compensar e por pouco não deixava acabar o jogo, com tal empenho em mostrar cartões a tudo o que fosse xadrez e mexesse.
Pelo meio ainda ‘perdoou’ FAnunciação (agressão) e Turra (amarelo soube a pouco...), não tendo o mesmo critério para Petit (o que será preciso para ser expulso?), Fyssas (logo a seguir à expulsão de Óscar), e João Pereira (incrivel a entrada...), acabando por expulsar Martelinho em lance onde este se limitou a usar o ombro (legalmente) para ganhar o lance a Simão que voltou a fazer 4 simulações durante todo o encontro, tirando os seus naturais dividendos. Para a simulação de N.Gomes também não houve amarelo.
O maior erro do árbitro acabou por ser o terceiro golo do benfica, obtido claramente em falta, pois Sokota agarra o defesa axadrezado desde que a bola lhe é endossada até que remata. Claro e visível, para quem quis, pelo menos.
Fica a vitória do benfica, e o descolar dos adversários para a Uefa.

Monday, January 12, 2004

.

O caso

O porto arrisca-se a não jogar quarta-feira para a Taça, porque os órgãos competentes não deliberam nada até quarta-feira! Talvez.
O amarelo propositado de Nuno Valente é muito suspeito, e poderá querer dizer que o porto tem esperança que o jogo ainda se realize na quarta. Recorde-se que já contra o Rio Ave o mesmo jogador viu propositadamente o quarto amarelo! O presidente do Felgueiras já veio a público dizer que errou! Talvez isso lhe tenha garantido um jogador emprestado para a próxima época... :)
Agora uma questão: Será que para julgar este caso é necessário assim tanto tempo, que o porto tenha que sair prejudicado da situação? Não me parece...

.

O ex-treinador maravilha

Camacho tem os dias contados. Provavelmente chegará ao final da época, por falta de liquidez para a rescisão, mas este Camacho já não traz ilusões.
Ele próprio se recusa a isso, optando por um discurso ‘para dentro’, e admitindo que muitos problemas são extra equipa de futebol.
Este ano, pelo caminhar da carruagem, nem a Champions será conquista. E para ajudar à festa o ciclismo nunca mais recomeça e o futsal é uma fogueira de vaidades luso-brasileira!
Um benfica à benfica.

.

As declarações

No final LFVieira teve o discurso da praxe: a equipa não joga, mas a culpa é do árbitro!
Disse que adivinhou os amarelos de Tiago e Petit...
Se o de Petit não é difícil de adivinhar, pois a sua conduta permite-o meia dúzia de vezes por jogo, já o de Tiago foi realmente imerecido, pois um entrada a pés juntos, por detrás sem sequer tocar na bola deveria realmente dar vermelho e não amarelo!
E segundo LFVieira, no segundo golo, Fyssas estava na linha a pedir para entrar! E antes, quando pediu para ser assistido e foi retirado do relvado? E Petit que estava a marcar LFilipe no lance? E quem marcava Douala?
Pena é que com esta defesa, LFVieira não explique porque é que deixou Anderson Polga fugir para o Sporting quase de borla e gastou 300 mil contos no passe do boliviano desconhecido que continua em Alverca! Isso ele não explica!
Mas numa coisa ele tem razão... dois clubes andam a tentar tramar o benfica no campeonato!
Beira-Mar e Braga, isso não se faz!!!

.


Fim de semana

Na frente tudo na mesma. Para a Europa adensa-se a luta pelo terceiro lugar! Só é bom para o campeonato... lá por baixo o Vitória terá que se pôr a pau, para não ver fugir o barco!

Sporting-VSC
Bela merda esta jogo. Um SCP q.b. paro um vitória que deu mais tiros no pé que remates à baliza. Parabéns a Rafael por ter disfarçado a ausência de Rochemback, e parabéns a Bruno Paixão por ter assinalado 427 faltas durante o jogo. Bastava uma rajada de vento ou uma mosca perto dum jogador e já era falta. E a expulsão de Cléber, no último minuto de compensação, com o jogo decidido faz sentido, mesmo que por ofensas ao árbitro? Se a pobre exibição do SCP ajudou, BPaixão teve o condão de destruir o pouco que restava do jogo.

Paços-Porto
Finalmente o porto voltou a jogar para vencer o adversário. Finalmente McCarthy percebeu que pode fazer faltas, mesmo na área, porque joga no porto! Estava difícil.
E o lance em que Maniche agride um adversário, e o árbitro lhe mostra docilmente o amarelo? Que queridos, os dois.
E Nuno Valente, que entra em todos os jogos com a missão de levar um amarelo propositado, distribui fruta a torto e a direito, e mesmo assim ainda tem que retardar um lançamento para conseguir o tão almejado amarelo?

Leiria - benfica
O jogo da jornada. Bom espectáculo, futebol aberto e agradável. Nem parecia SuperLiga.
O jogo começa com um penalty escandaloso contra a Leiria. O árbitro não viu. Ou então não quis ver, mas isso não importa porque todos sabemos que temos os melhores árbitros da Europa. E assim vai a vidinha.
O leiria foi mais equipa na primeira parte, sofreu um golo que não se esperava mas conseguiu chegar ao intervalo em vantagem. Na segunda parte adormeceu VPontes e a equipa. O benfica foi bem melhor até ao 3-2, embora a reacção tenha começado com um lance incrível em que Simão abalroa Paulo Gomes, na cara do árbitro, e este dá canto que daria golo do benfica! Escrevia-se direito por linhas tortas. Depois da viragem, apareceu a defesa do benfica novamente, com Argel em destaque... o rapaz é um senhor! E ficou 3-3!
Camacho fez o que pode, mas mais só se fosse ele para defesa esquerdo e chama-se Nesta e Cannavaro para centrais!
VPontes adormeceu à sombra do resultado e quase saiu de mãos a abanar. Excelente exibição de Douala, LFilipe e HAlmeida, 3 óptimos reforços para o Leiria.




Tuesday, January 06, 2004

.

O árbitro

Pedro Proença é na minha opinião um bom árbitro. Tudo o que se disse dele antes do jogo condicionou-o claramente. Quem o nomeou não deveria tê-lo feito, porque todos sabem do benfiquismo do árbitro. Colocá-lo num derby com este significado, foi um erro. O Sporting fez, e bem, a sua parte. Quem não se sente não é filho de boa gente. Alertou para a situação, tal como o fez para o episódio do adiamento do jogo de Coimbra e para a incrível não punição de Tiago pela agressão cometida no jogo contra o Estrela.
A exibição do árbitro acabou por ser fraca, embora acabe sempre por ter a pequena desculpa de estar claramente condicionado.

A entrada de MGarcia logo nos primeiros minutos sobre Simão era para amarelo. Na altura poderia dar-se o benefício do critério, mas o critério usado no resto do encontro não foi o mesmo.
O primeiro penalty sobre Silva é incorrecto. Poderá até ter existido contacto, mas sempre por culpa de Silva e não pelo gesto de Moreira.
No livre em que Simão obriga Ricardo a óptima defesa, a falta nem sequer existe.
Aos 30’ Miguel comete claro penalty ao desviar com a mão uma bola que se encaminhava para a baliza. Seria penalty e vermelho.
No lance em que Pedro Proença dá amarelo a Miguel e Roca, é Miguel que agride Roca, e deveria novamente ter visto o vermelho, e o amarelo a Roca não se justificou.
O segundo golo do Sporting é perfeitamente legal. A bola não chega sequer a pisar a linha.
Na expulsão de Roca, o amarelo também não se justifica. Há contacto mas, tal como no penalty de Silva, provocado por Tiago. Nem falta nem amarelo.
O golo do benfica nasce de uma falta muito duvidosa.
O segundo amarelo de Miguel tem tanto de claro como de escusado.
O penalty sobre Liedson foi bem ganho mas RRocha não tocou na bola e deixou-se levar pelo brasileiro, abalroando-o claramente.

Embora o primeiro prejuízo da arbitragem fosse para o benfica, e isso é relevante, no geral o Sporting foi bem mais prejudicado que o benfica, algo com que todos os jornais concordaram.

.

O derby

A noite de Domingo foi de alguma surpresa. Não pensei que fosse tão simples vencer na Luz. Mesmo sem uma exibição do outro mundo, embora o Sporting se tenha exibido em bom plano, ganhar na Luz foi demasiado simples para um derby e para um jogo entre dois candidatos ao título.

O espírito de equipa, a entreajuda e a troca de bola foram essenciais. E foi uma surpresa ver a calma e a serenidade com que a equipa se exebiu mesmo depois de fica reduzida a 10 elementos.

O Sporting começou melhor, e materializou esse começo com um penalty inexistente sobre Silva, continuando a jogar melhor até ao segundo golo, num lance típico de PBarbosa, em que Silva muito oportuno não desperdiçou. Depois veio a expulsão de Rochemback, e um natural crescimento do benfica, mas mesmo assim Liedson teve soberana oportunidade de fazer o 3-0 aos 42’ e acabar com o jogo.

Na segunda parte, Fernando Santos não remeteu a equipa à defesa, e mesmo com maior domínio do benfica o Sporting teve sempre controlo sobre as operações e até o golo do benfica resultou de um lance anormal em que Nuno Gomes inteligentemente enganou Ricardo.

Depois, Miguel foi a figura. Mesmo avisado por Camacho exagerou na entrada sobre JVPinto e viu segundo amarelo. Se as coisas já estavam difíceis, pior ficaram e o Sporting voltou a dominar e o benfica só faria mais um remate de perigo até ao final do jogo, por Simão, que Ricardo defendeu sem problemas.

Barbosa, com grande abnegação, JVPinto a desbaratar o meio-campo do benfica e com uma linha defensiva em óptima forma, com relevo para a grande exibição de MGarcia foram as figuras pelo lado do Sporting,
No benfica, Nuno Gomes foi o mais esforçado e Tiago fez uma boa segunda parte. Luisão mostrou ser a figura defensiva. Pela negativa a pobre exibição de Miguel e RRocha que já mostraram bem mais qualidade noutros jogos, e o apagamento habitual de Zahovic e FAguiar, difíceis de compreender no 11 inicial.

Vitória clara, justa e pouco surpreendente.

Sporting... sempre!