Sporting... sempre!

Esforço, dedicação, devoção e glória!

Tuesday, December 27, 2005

.
Liga Betandwin.com – jornada 16

SportingCP 3 – 0 Rio Ave
O Sporting goleou pela primeira vez na época (tinha vencido apenas por 2 vezes por 2 golos de diferença…) no último jogo antes da paragem de Natal.
Quem viu o Rio Ave na Luz, e o viu em Alvalade não acredita que eram a mesma equipa.
Espero que esta vitória, iniciada num cruzamento/escorregão de João Alves não tape as gritantes lacunas do plantel verde e branco, e que Janeiro traga boas notícias.

Setúbal 0 – 1 SLBenfica
Mais do mesmo. Desta feita a vitória foi conseguida mais no final ainda, embora de forma pouco clara. Apenas o adepto/sócio/simpatizante encarnado ‘Manha’, comentador na TVI viu claramente (e sem repetições) que Nuno Gomes dominou a bola só e apenas com o peito.
Eu só ainda não estou plenamente convicto da reconquista do título por parte dos encarnados, porque este ano a lógica dos livres à entrada da área não tem resultado tão bem (o empate frente ao Rio Ave foi a excepção…) e ainda temos que esperar para ver se Simão regressa mesmo!

VitóriaSC 0 – 2 FCPorto
Este jogo serviu para se perceber de uma vez por todas várias coisas.
O Porto é o melhor plantel, a melhor equipa e a que melhor joga.
O Porto tem o melhor médio do campeonato (Lucho) e o melhor jogador (Quresma), que a jogar assim será indiscutivelmente titular na selecção para a Alemanha.
O Porto ainda não ganhou o campeonato porque tem uma defesa fraquinha, e pontas de lança que teimam em não acertar com a baliza! Caso contrário nem os árbitros valeriam ao actual campeão.
O Vitória é uma lástima futebolística, pelo menos por agora. Salva-se Benachour, Neca a espaços, Moreno a Targino no pouco tempo que jogam, e agora nem o mais ofensivo lateral da Liga tem lugar…
Vítor Pontes é um treinador fraco, que ainda vive do efeito Mourinho. Só assim se percebe como destacou Svard para marcar Quaresma, como aguentou Svard depois da saída de Quaresma, e como desperdiçou um lateral direito que passou 90 minutos sem fazer um ataque ou um cruzamento… incrível!

.
Liga Betandwin.com – jornada 15

Naval 0 – 2 SportingCP
Algumas semanas depois da sofrida vitória em Penafiel, frente à pior equipa da SuperLiga, o Sporting voltou às vitórias fora de portas frente à 2ªpior equipa da competição.
Mais uma exibição lamentável, repleta de equívocos, que contou com a ajuda do guardião adversário (infantil na forma como derrubou Moutinho), com a ajuda do árbitro, que permitiu a Liedson um golpe de karaté inacreditável no segundo golo, e essencialmente com a ajuda de uma Naval demasiado pobre para ser verdade, e que apenas incomodou Ricardo por uma vez!

SLBenfica 1 – 0 Nacional
Pouco se pode dizer deste Benfica. Joga pouco, vale ainda menos, ganha na tangente, e por obra e graça de um árbitro (e fiscal de linha) que se encandeiam com os movimentos de Luisão! Depois do que se viu na época passada, estranho que ninguém tenha vindo a terreiro defender a tese de que Diego saiu mal dos postes e que naturalmente é um frangueiro…

FCPorto 3 – 1 Penafiel
Este Penafiel, que já tirou bilhete para a 2ªLiga, foi confrangedor, mesmo tendo marcado no primeiro minuto, fruto de chouriço assinalável de Amaro.
O Porto mais pareceu um rolo compressor, e a reviravolta só não foi maior, porque a pontaria esteve pouco afinada…

Wednesday, December 14, 2005

.
Liga Betandwin.com – jornada 14

SportingCP 0 -1 Estrela da Amadora

No primeiro jogo do resto do campeonato, depois de alcançado o empate no Dragão, o Sporting mostrou clara falta de estofo de campeão.
Frente a um adversário pobre, que se remeteu grande parte do jogo à defesa, o Sporting jogou pouco, quase sempre mal, e justificou a derrota, embora o Estrela pouco tenha feito pela vitória.
O penalty (falta clara, mas cometida claramente fora da área…) nos últimos minutos seria um mal menor, mas até aí houve displicência.
Como teria de acontecer mais cedo ou mais tarde, Paulo Bento perdeu. E ainda bem que perdeu, pois um avolumar de vitórias poderá eventualmente desviar a atenção das precariedades claras deste plantel, e evitar a sua remodelação em Janeiro.
Só mesmo essa grande remodelação poderá levar o Sporting a um campeonato aceitável, e a criar condições de crescimento a um bom naipe de jovens que poderá vir a ter um bom futuro.
Em suma, o Sporting sem Carlos Martins, neste momento, é uma equipa banal.

U.Leiria 1 – 3 FCPorto

Os azuis e brancos, mesmo com muitos equívocos à mistura caminham a passos largos para um título que poderá ser bem mais fácil que o previsto. Com os principais rivais fraquinhos, e com o Braga já a ceder, resta esperar pela queda natural de Nacional e Setúbal, para o caminho ficar desbravado. Não fora a derrota no Dragão frente ao Benfica, e o título estaria já ali…
Em Leiria, mesmo estando a perder, e tendo alguma sorte, o FCPorto foi superior, ganhou e bem.
E porque não César Peixoto (mais rotinado a defender…) e Quaresma nas contas de Scolari?

SLBenfica 1 – 0 Boavista

O Benfica venceu em casa pela margem mínima, acabou o jogo a defender, e está em alta. Depois da vitória (histórica) frente ao todo-poderoso Man Utd (em grande forma!),, ninguém pára o Benfica.
Koeman afinal já é um bom treinador.
Barcelona e Juventus são os principais prejudicados com esta fase monstruosa do Benfica, pois correm o risco de serem já eliminados da Champions pelo gigante português.
Nelson está agora também a ser disputado pelo Inter, e não tardará nada para que Beto esteja sobre a mira do Arsenal, Geovanni nas contas do Bayern, e quem sabe, João Pereira nas do Roma!
E quem vier, se ele quem for, vá ele para onde for, morre!
Entretanto, Anderson mostrou que já é o mais importante elemento da defesa encarnada. Óptima contratação de José Veiga, a fazer valer o velho ditado de que água mole em pedra dura…

O caso da semana – Lucílio Baptista

Luís Guilherme tinha de facto razão. O homem sabe quem escolhe, e as arbitragens estão bem e recomendam-se. O líder da arbitragem sabe quem está em grande forma sim senhor, e Lucílio é um desses casos!
Repare-se que na Luz, Lucílio não se esqueceu de marcar 2 penalties, não anulou mal dois golos e nem tão pouco foi vilmente criticado por ambas as equipas!
Será caso para dizer que Lucílio está em subida de forma, semana após semana, e que lá para Maio fará concerteza uma boa arbitragem…

Friday, December 09, 2005

Liga Betandwin.com - jornada 13

FCPorto 1 - 1 SportingCP

Jogo fraco, fraquinho no Dragão.
O FCPorto jogou pouco, e um pouco à imagem do que se passou frente ao Benfica, deixou que o Sporting fizesse o seu jogo e fosse levando a água ao seu moínho. Não tenho por hábito questionar as opções dos treinadores à priori, mas encontrar Benny e R.Costa no estaleiro, e colocá-los no 11 para um clássico só lembra aos melhores...
No jogo todo os azuis tiveram pouquíssimas oportunidades, e todos os lances de perigo tiveram o cunho de um produto das escolas do adversário - Quaresma! E este FCPorto já é Quaresma e mais 10... oxalá Scolari veja bem este ciganito.
Do lado do Sporting, fez-se o que se podia, fruto da ausência forçada de Liedson e da lesão de Douala, que impediu outra táctica que não a de contenção, com apenas um avançado, previlegiando o jogo apoiado, que ia dando frutos... este Sporting, de Carlos Martins, vale o dobro. O ainda jovem jogador leonino, sempre a contas com lesões musculares, dá outra vida à equipa. Nani para lá caminha, mas Janeiro será tempo para chegar uma alternativa virtuosa, para interior esquerdo ou direito, pois Nani terá condições de fazer ambos os flancos.
Jogando sempre muito recuado, e saindo em bloco,o Sporting conseguiu um grande lance de futebol na primeira parte que deu golo (bem invalidado...) e pouco mais.
Na segunda parte, o golo apareceu cedo. Erro de Pepe, assistência primorosa de Martins, e golo oportuno de Deivid. Depois defendeu-se a vantagem, sofreu-se um golo esquisito e infeliz, e ainda houve forças para voltar a marcar (nova anulação!) e criar muito perigo, mas até final nada mudou o empate. Exibição positivo, de grande luta, que mostra uma face da equipa até agora desconhecida.


Lucílio Baptista

Não é fácil fazer-se um jogo em que no final, ambos os clubes têm claras razões de queixa, ficando a clubite aguda responsável por definir quem mais saiu prejudicado.
Aqui fica a minha clubite: o golo de Deivid é bem anulado, o de Nani é mal anulado (não existe falta), o de Lisandro é duvidoso (é otória a mão de nas costas de Rogério, mas fica um cheirinho a mergulho!), o penalty de Polga existe (a mão já não está colada ao tronco!) e o de Peixoto é notório (pese embora eu nem me tenha apercebido durante a jogada...).
Para além de todos estes erros, registo claramente que Lucílio é essencialmente um árbitro medroso (ao jeito de António Costa!) que estraga os jogos porque apita por tudo e por nada, favorecendo sempre quem defende, por forma a evitar golos duvidosos. Basta ver nos últimos minutos a decisão sobre a carga (inexistente) de Pinilla sobre Pepe, que deixava o chileno na cara de Baía, ou a falta assinalada a Almeida sobre Polga (inexistente) que deixava Diego solto na meia-lua, para visar Ricardo.
Mais do que favorecer quem quer que seja, Lucílio favoreceu o mau futebol. E levou a água ao seu moinho.


Marítimo 0 - 1 Benfica

O Benfica conseguiu na Madeira uma vitória importantíssima.
Koeman percebeu que não tinha equipa para grandes ambições, optou por táctica conservadora, não teve problemas em assumir o 0-0, e depois teve ainda tempo para aproveitar o brinde monumental de Valnei.
A vitória, justíssima, do Benfica na Madeira, mostra que os campeonatos podem vencer-se por quem mais faz por eles, pelos mais pragmáticos, e não pelos mais brilhantes, ou os que melhor futebol praticam...


No geral destaca-se a liderança do FCPorto, em jornada atípica onde nenhum dos 4 primeiros venceu. O Benfica reencontrou o caminho do título, e o Boavista o da Europa, prevendo-se jogo vistoso na Luz, na próxima jornada.
Na semana em que o Guimarães deixou a Uefa, viu a linha de água fugir-lhe.
A Liga está ao rubro.